O Código Brasileiro de Trânsito e os demais instrumentos de normatização do transporte de cargas perigosas estabelecem uma série de exigências para as transportadoras que atuam nesse segmento do mercado.

Dessa forma, não apenas o tráfego dos produtos deve ser feito de acordo com um procedimento padrão, mas também o carregamento, a manipulação, a armazenagem e o descarregamento de cada tipo de carga classificada como perigosa.

Os cuidados necessários envolvem tanto a� manutenção adequada da frota quanto o treinamento e capacitação dos motoristas e demais colaboradores responsáveis pelos processos, de modo a evitar acidentes que possam causar prejuízos à propriedade ou à vida.

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

× Como posso te ajudar?